Direito de não gostar

Como é que aceitamos um mundo virtual sem o botão de não curtir? Era como se não tivéssemos o direito de falar se gostamos ou não da foto, publicação, comentário, matéria, fofoca, traição… O que nos remetia a curtir para mostrar que demos atenção e depois o comentário caprichado na crítica. E lá vem as montanhas de argumentos. Textos com mais de cem linhas, e tá aberto o debate! Ninguém lê o que o outro escreve, só digitam e digitam, empunhando suas razões e emoções, como se estivessem numa roda viva, mas no conforto do sofá com lençol pra não pegar pelo de gato.

Será que é possível curtimos tudo o que vemos? Porque esses metidos a bestas da internet não pensaram nisso antes? Bom, se fizermos uma pequena viagem no tempo, podemos notar que quando o facebook destruiu e mandou o Orkut para o além – injustamente, saudades comunidade: eu me chamo João – as pessoas apreciavam cada foto em alta resolução, as legendas personalizadas, os emoticons e alguns outros utensílios que o novo brinquedinho do Zuckerberg oferecia, mas… é claro que com o tempo e a rapidez que a tecnologia se modifica, tudo se torna obsoleto, até mesmo a nossa utilização de todos esses aplicativos hi-techs.

Imagina só a gama de brinquedinhos que temos aí pra usar: facebook, twitter, instagram, snapchat, tinder, whatsap. Mas eu gosto de lembrar do Orkut, ICQ, MSN, chat da UOL, fotolog e outros esquecidos. É muita diversidade para pouca ideia, se juntar tudo num dá um programa realmente útil e produtivo, entretanto são ferramentas de manipulação e publicidade que movimenta massas e milhões. Afinal, quem aí não tem um desses que eu falei? Se não for todos!

Você clica no botãozinho de curtir mas não foi muito com a ideia da postagem, e aí? Como mostrar que aquela ideia é menos interessante ou certa no seu ponto de vista? E como saber que tem outras pessoas que concordam, apenas olhando para as estatísticas, como quantos não curtiram? Assim, minimiza uma pequena porcentagem dos comentários negativos e desconstrutivos e facilita a minha angustia abstinente de me informar por reflexos, descendo infinitamente a roleta da timeline alheia.

  Compra no boleto e paga na lotérica
   Baixa aí que é de graça

amazon-iconsaraiva icone clube icone google play  icone agbook

      twitter 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s