Amor Proibido [1]

Eu deveria ter matado ele, eu juro que deveria. Mas hoje ele deve estar bem com aquele desgraçado. Espero que ele consiga pelo menos metade da felicidade que eu tentei oferecer e que não sofra nem um terço do que eu sofri, essa historia começa assim:

Lá pelas épocas de 90, eu conheci um menino, se chamava Marco. Eu era muita nova, tinha quatorze anos. Ele subia no meu telhado pra ficar olhando o quintal de umas burguesas que tinham um prédio lá atrás. Elas ficavam quase peladas na piscina pensando que ninguém sabia disso – ou fingindo que acreditavam no segredinho delas. Marco babava só de ver aqueles corpos esbeltos e os fios loiros correndo prá lá e prá cá, soltando gritinho e tudo, os projetos de piranhas de antigamente. Quando ele descia da laje com o short todo alargado eu disfarçava e lhe oferecia limonada. Ele podia não olhar muito pra mim e nem perceber o quanto eu o admirava, mas ele adorava a minha limonada. O sol sempre estava fervendo e eu colocava bastante gelo. Me lembro que ele gostava bem adoçado e com duas pedras de gelo. Ele tomava em um gole só, chupava um dos gelos e depois o mordia, me entregava o copo e dava aquele sorriso aterrorizador, que me apaixonou no primeiro limão que me fez cortar.

Os dias foram se passando e ele não perdia uma piscina. Por pouco ele não pulava lá do outro lado pra correr atrás delas. Mas como guardava uma timidez arretada no peito, seria mais fácil eu pular lá e estrangular todas aquelas loiras oxigenadas. Certa vez, ele chegou até minha casa e jogou uma pedrinha na minha janela, eu sai pra ver quem era e depois desci pra ajudá-lo a subir pelo telhado. Como todos os dias, fiz o pesinho com as mãos e ele subiu, se posicionou no seu lugar de sempre e deu um grito. Para a minha sorte, as loiras tinham se mudado, a piscina estava cheia de velhos enrugados. Ele desceu com a maior cara de bunda, nem quis tomar a minha limonada. Eu, é claro, fiquei chateada junto com ele, por mais que sentia ciúmes daquela situação, meu coração ainda era capaz de se animar ao vê-lo animado, e isso era tudo o que importava pra mim, saciar todas as vontades que eu descobria que ele tinha, mas naquele dia eu falhei, as loiras falharam e o sol continuava queimando, até que nuvens encobriram o céu e começou a chover com raios e trovões.

– Acho melhor você ficar por aqui até passar a chuva.

– É verdade, ouvi dizer que um velho morreu com um arreio esses dias, foi sair na chuva, teimoso, se danou.

– Credo, hahahahaha, eu vou ter que jogar fora essa limonada, fiz muito limão, vai estragar.

– Não precisa, vamos tomar juntos.

– Tá legal!

Enchi os dois copos que eu sempre trazia e tomamos juntos. Subimos para o meu quarto e fiquei olhando a chuva pela janela, até que ele se aproximou de mim e encostei o rosto na minha orelha e segurou na minha cintura.

– Eu sempre te achei muito bonita e gentil, Nara.

Fiquei vermelha na hora, não sabia o que responder, sua voz estava mais rouca e eu podia sentir sua respiração forte no meu ouvido.

– Ju… ju-ra… jura?

– Pode acreditar, eu quero mais do que a limonada que você faz pra mim.

– O que.. o que, o que você quer?

– Podemos começar com um beijo.

Nessa hora ele me beijou, foi estranho, demorado, molhado e desengonçado, típico de primeiro beijo, agora, ele com certeza já tinha praticado algumas vezes, inclusive com uma daquelas loiras, eu não duvido nada, foi bom ter me livrado delas.

Alguém abriu a porta, era minha mãe. Nos pegou logo no beijo, que azar. Ficou uma fera e colocou-o pra fora na base dos gritos, de certo, tinha sido a pior apresentação possível. Ele pulou da minha janela que não era muito longe da rua e correu pra sua casa assustado, fiquei olhando seus ombros subirem e descerem enquanto ele corria. O céu já estava ficando laranja, o sol ia se pondo, e naquela noite eu teria com o que sonhar, o meu primeiro beijo.

  Compra no boleto e paga na lotérica
   Baixa aí que é de graça

amazon-iconsaraiva icone clube icone google play  icone agbook

      twitter 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s