Abstinência [4]

Algum burguês que tenha a grana suficiente para se embriagar todos os dias conseguirá me entender. Eu me afundei na bebida e melhor do que isso, na cocaína. Era tiro todas as horas, estava sem consciência nenhuma do mal que podia me causar.

Cass não parava quieta, bebia muito e tentava esquecer todas as coisas erradas que fizera com todos os caras que conheceu, talvez eu tivesse naquele meio. Ela era mortal, como doses exageradas de remédio. No começo te faz bem, tira a dor, alivia a doença, mas logo após te deixa dependente e pode até te matar.

Cass era minha droga fatal. Era eu se lembrar do seu corpo colado ao meu que minhas vistas ardiam e aguavam. Merda de tempo poluído, prejudicando meus olhos. Ciscos que caem bem na retina e me faz lacrimejar. Tento me esconder nesses momentos, mas as lembranças dos seus cachos não se ocultam dos meus pensamentos. Uma carreirinha, duas, três… desce whisky e vodka, nada a substitui. Desço até as calças, nada! Vou até o feiticeira, onde suas primas trabalham e muito bem, só que, quando um homem está com o coração escrito, não tem pernas abertas que o seduzam. Isso vale para os casados, antes de colocar a aliança na sua amada, viva o que você tem pra viver, cara, tem muita buceta errada pra conhecer antes da “certa”, não jogue fora essa oportunidade que foi lhe dada acidentalmente pelo pensamento punitivo da sociedade contra o sexo feminino.

Não importa com quantos caras a mulher transe, nenhum dos dez serão subjugados, mas e a garota que deu para tantos? Isso é coisa de puta, e realmente, sem sombra de dúvidas, mas ela não fez nada sozinha, a neutralidade dos homens em meio a fatos íntimos que todos criticam é no mínimo errônea e machista. Mas o que eu estou falando? Não existe ninguém mais machista do que eu nessa Diadema pequena.

Para aqueles que acham que a perda de um amor é simples e que em menos de uma semana ficamos bem, estão enganados, nunca amaram. O amor não é um sentimento, é um estado de espírito, amando uma vez, sempre amará. Querendo ou não é assim que a banda toca.

  Compra no boleto e paga na lotérica
   Baixa aí que é de graça

amazon-iconsaraiva icone clube icone google play  icone agbook

      twitter 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s