A Nova Civilização – Parte 2

Não consegui dormir a noite toda. Não parava de pensar na HP que tinha visto na sala de treinamento. Me vesti e fui até a sala de comando. O subornado me atendeu.

– Está muito tarde, o que o senhor faz fora da cama?

– Preciso dizer sobre mais cedo. Aquela HP…

– Está tudo resolvido, não te denunciei, foi apenas uma brincadeira, isso acontece muito com jovens da sua idade, tente se concentrar em livros, esqueça esses desejos pecaminosos.

– Não é isso. Eu realmente a vi!

O subornado me olhou profundamente, sua voz tinha desaparecido. Ficamos em silêncios por longos segundos até que ele me arrastou para dentro da sala de treinamento.

– Garoto, não é porque você é branco que tem o direito de ficar espalhando mentiras por aí. Não vou tolerar mais brincadeiras, retire isso que você falou, os gravadores de som não vão negar que foi você o delator de mentiras por aí.

– Eu não estou brincando e nem mentindo. Eu a vi! Ela tinha cabelos enrolados, pele marrom, dentes alinhados…

– Viu? Está delirando novamente. Eu sei o que você precisa! – foi até um armário – toma isso daqui, vai ficar melhor.

– Ostra? Eu não quero ostra. Não estou pecando, o que eu vi foi real.

– Na sua idade, eu também sonhava com negras, elas tinham gingado, dançavam, mexiam os quadris muito bem, mas com o tempo eu fui aprendendo que não devemos nos apegar a isso. Os humanos não podem mais sentir nada uns pelos outros. Sem reprodução, estamos com as cabanas superlotadas, você quer ir lá pra atmosfera, morrer queimado?

– Escute o que estou falando, não é deliro. Temos infiltrados dentre os brancos.

– Serei obrigado a te levar para a CM, enviarei agora o relatório para o Grande branco, você está sendo uma ameaça para todos nós.

O subordinado me algemou e me levou o campo. Eu não entendia o porquê ele não conseguia acreditar em mim. Era como se só os adultos tivessem voz. Chegando ao campo fomos recebidos pelos guardas.

– Um branco? O que está acontecendo? Faz temos que não recebemos nenhum negro e nem deficientes.

– Esse aqui está maluco. Mentindo que viu uma HP dentro da BH.

– Talvez uma surra coloque seu cérebro no lugar.

– Não, nada de violência com um branco. Temos que manter ele consciente, pode-se extrair algo de útil.

– Tudo bem, o levaremos em segurança para a cela de controle.

Fui levado pelos grandões. Eram negros, usavam capacetes, roupas camufladas e botas de aço. Diziam que eles faziam ronda na atmosfera. Eram expostos a morte todos os dias por causa de suas cores. Nós brancos precisávamos apenas andar na linha. Tínhamos o que comer e beber, mas não era o bastante para alguns.

Me colocaram dentro da sala de controle. Diziam que lá eram feitos interrogatórios, mas que parava ali. As sessões de tortura era um andar a baixo, no inferno existencial, onde a sua existência era indesejada até para você mesmo.

Fiquei esperando virem as perguntas, tinha a verdade na ponta da língua. Ninguém apareceu durante horas. Quando comecei a pegar no sono a porta se abriu.

– Senhor Victor, HB, frequentador dos documentários, sem nenhuma denúncia e nem desfalque na escola. O que aconteceu com você?

– Senhor Orientador, eu não estou louco…

– Sim! Você está! Nossa segurança fora treinada por muitos anos, não há um guarda que deixe um negro entrar nas nossas conferências. Todos nós sabemos de como essa raça é inferior e que só devem nos servir e nunca dividir o mesmo espaço.

– Eu sei disso, senhor Orientador…

– Não me interrompa!

Me calei e baixei a cabeça.

– Como eu ia dizendo. Sabemos da hierarquia de cada raça e os HP não tem acesso a nenhum tipo de informação que não seja manipulável, então o senhor deveria agradecer por fazer parte da elite.

– Senhor, eu sou grato, mas o que eu vi…

– Quer dizer que vai continuar com esse discurso mentiroso. Guardas!

Entrou os dois mesmos guardas que me trouxeram.

– Levem-no para o inferno existencial. Ele precisa de uma lição de preto!

– NÃO! Para lá não! Por favor… – me retiraram – por favor, Orientador!

  Compra no boleto e paga na lotérica
   Baixa aí que é de graça

amazon-iconsaraiva icone clube icone google play  icone agbook

      twitter 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s