Inversão dos valores

A senhora conversava com sua mãe e dizia que ia dar uma lição de moral no filho, mas pelo whatssap. Fiquei com vontade de rir, mas me segurei. É claro que era normal para ela transferir a responsabilidade de se comunicar com o filho pessoalmente quando se tem em suas mãos um aparelho que permite dar lições de morais a longa distancia.

A educação passou a ter uma camada artificial sem igual. Antigamente as palmatórias eram novidade para quem defendia os direitos de não ser agredidos das crianças, mas e hoje? Filhos batem e mandam em seus pais pelo fato de que a lei os possibilitaram de fazer isso. Não tem como encostar num fio de cabelos deles. Assim como os que cometem seus crimes e saem impunes da cadeia, as crianças extrapolam em suas traquinagens sem que possam ter orientações das pessoas mais responsáveis para o seu aprendizado, os seus pais.

O engraçado é que proibir os responsáveis de educar os filhos da melhor maneira possível é fácil, quero ver os criadores e defensores dessas leis tomarem a posição de educadores dessas crianças, que consequentemente passam a ter mais facilidade para não andarem na linha e nem obedecerem os seus pais, com uma suprema razão: a lei está ao favor deles, o que mais podem barrá-los?

Bom mesmo era levar chinelada quando saia fora da linha. Tomar aquele tapão na boca quando desrespeitava um mais velho. Garanto que muitos que passaram por isso, aprenderam muito bem o que é respeitar e ser gente. Não que essas crianças mimadas e respondonas não serão “gente”, mas as novas gerações chegaram despreparadas num futuro não muito distante, e as chances de que seja um fracasso é enorme.

Eu sei que pareço um velho gaga quando me retrato de uma geração mais nova do que a minha, mas é que sempre estou observando e analisando cada dialogo e gesto dos indivíduos que estão ao meu redor.

Tenho uma nota negativa dos que compactuam com a mesma idade de que eu tenho. Bom, começamos falando da falta de perspectiva de futuro, depois passamos para a falta de seriedade com assuntos do nosso dia-a-dia, sem contar da falta de experiência com coisas comuns. O despreparo não nasceu depois da minha gestação, vem desde antes dela, mas graças a Deus temos as maquinas que nos ajudaram a ter falsas aptidões e logo tomarão os nossos lugares. Torcerei para que a inversão não seja no aspecto de servir o mais forte, pois não teremos força para fazer com que nossas engrenagens funcionem a todo momento.

  Compra no boleto e paga na lotérica
   Baixa aí que é de graça

amazon-iconsaraiva icone clube icone google play  icone agbook

      twitter 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s